Qual lado da janela eu sento?

936a434f-c7b9-4bca-a61d-dbd6abf5c5ea-original
Indiscutivelmente gosto muito de analisar as situações – quase que na totalidade – sob dois prismas.

Somos recheados de decisões decisões diariamente:

Sim ou não, vou ou não vou, sei ou não sei, quero ou não quero, eu te amo ou eu não te amo, gosto ou não gosto, faço ou não faço………enfim……continuo ou paro!

Vou continuar, esta é minha decisão! Pois chegou o tão esperado 2016 (com aquelas 366 oportunidades diárias) e as decisões nos acompanharão diariamente, ou melhor a cada instante de nossa vida.

Então? Que decisão você tomou hoje que pode ser um agente de transformação em sua vida? Eu escolhi que neste ano vou sentar na janela das oportunidades e fazer deste o melhor 2016 da minha vida pessoal e profissional.

Como? Sendo um homem melhor, dedicando mais tempo da minha vida em prol daquelas coisas que me fazem bem: minha família, meus alunos, meus colegas de trabalhos, meus amados coachees……….

Claro que terei dias nublados, mas por trás da nuvem há o radiante sol me esperando……e quero saborear a vitamina D que ele me proporciona – grátis – todos os dias. Quando o dia estiver nublado eu vou sim…..fazer brilhar a minha luz interna e irradiar AMOR para todos que estivem perto de mim. E quando chover – e chove nesta terra – eu vou pegar um guarda-chuva enorme (para poder dar carona a um amigo que precisar) e ir atrás do sol……..

Sol = felicidade / Sol = saúde / Sol = luz / Sol = vida

Este post não deve ser lido com viés poético e sim quero que todos que lerrem – e apreciarem – devolvam-me um feedback com uma palavra que – para você – seja sinônimo de Sol.

Um ótimo final de semana com……..Sol

Moacir Sant”Anna
Professional Coach

Escravos dos hábitos do passado

Inauguramos nosso 1° post da Regência Desenvolvimento Humano e Organizacional com um título desafiador: Nós enquanto escravos dos hábitos do passado.

Há uma grande vontade nata de mantermos o status quo, sair da famosa zona de conforto é uma grande dificuldade do ser humano, ou da maioria. Desta forma, tornando-nos escravos de hábitos do passado. Somos recheados de oportunidades, opções e inúmeras alternativas que nos capacitam de olhar para frente, geralmente olhamos pelo retrovisor e esquecemos que o futuro está na frente.

Incontestavelmente sabemos a importância do que nos trouxe até aqui, mas sabemos que necessariamente isto não nos levará adiante. Muitas vezes precisamos de conscientização, compreensão ampliada e a construção de conexões para podermos inovar.

Vivemos na era da especialização, algo que traga importância para a empresa (business) e para nós (life). Devemos inserir a sensibilidade para o agora, sem imediatismo, mas a condição de sabermos resolver problemas específicos no modelo just in time.

Com isto, não há a minima possibilidade, de esquecermos a necessidade veemente de tornarmo-nos e tornar o nosso ambiente profissional mais humanizado. Não é proibido não saber!  Sendo necessário revermos aspectos do nosso comportamento e elevar a performance profissional da nossa equipe, da nossa organização e a nossa, é claro.

Fecho este primeiro post com uma palavra que resume tudo e abre a reflexão para a continuidade: VOCAÇÃO.

Se formos vocacionados para atuar com Recursos Humanos, devemos ter o nítido entendimento  dos desafios diários dentro e fora do RH, definição de papéis, estilos de liderança, transição, promoção de autonomia e multi gerenciamento. Mas este é o próximo tema, que consideramos contemporâneo para o atual cenário que convivemos.

Carpe Diem!

Uma boa semana

Moacir Lenzzi Sant”Anna

Regência DHO